Eleições 2012

Enfrentamento ao Racismo Institucional


Home
Produção Cultura Negra
Legado
Projeto Quintino
Parceiros
Universidades e Guias
Blog do Luiz Otávio

COMUNICADO
 

Presidente da Comunidade Negra e Comunidade do Samba, como também, Produtor de Cultura Negra da Metrópole Santista, não compete a minha pessoa se pronunciar em nome da Liga das Escolas do Município e da Liga das Escolas Metropolitana.

Outro fato é que Escola de Samba e Sambistas embora unidos as tarefas são distintas.

Escola de Samba tem o compromisso de escolher os melhores Sambistas e ganhar o Carnaval.

Aos Sambista competem, além de participar e ajudar as Escolas de Samba a ganhar o carnaval, também tem como compromisso o instituído na Lei Municipal nº 278/85, que criou o Conselho Oficial do Samba, tem oficializado a competência do estabelecimento da questão SOCIAL e EDUCACIONAL através da Promoção da pesquisa, do estudo, da defesa das Escolas de Samba, da preservação da autenticidade das Escolas de Samba e outras importantes tarefas que por inobservância da Administração Municipal a pratica não acontece.

Os direitos de imagem e direitos autorais dos Sambistas não é assunto esclarecido porque a representação dos Sambistas.

Portanto, nesta Eleição 2012, qualquer que seja a Escola de Samba que decidir apoiar seja qual for o político, impossível concretizar sem a participação da representação dos Sambistas, porque o apoio de um dirigente da Escola de Samba é porque vai contar com os votos dos Sambistas.

Se existe o interesse da evolução Escolas de Samba e Sambistas são inseparáveis, nenhum de nós será tão bom quanto todos nós unidos, político adora fazer festa com retaliação, jogando um contra o outro e somente querendo o interesse pessoal e do grupo que lhe cercam.

PARTICIPAÇÃO é um dos cinco princípios da democracia.

Sem ela, não é possível transformar em realidade, em parte da história humana, nenhum dos outros princípios: Igualdade, Liberdade, Diversidade e Solidariedade.

Nesta data quarta-feira, dia 18 de julho de 2012, comemoramos 94 anos do nascimento e o Dia Internacional Nelson Mandela, este comunicado temo com objetivo alertar que a Produção de Cultura Negra estará evidenciando a necessidade do respeito aos direitos não somente na data de hoje.

Todos há de ter notado no Faceboock a manifestação e difusão da Produção de Cultura Negra o compromisso é específico ao estabelecimento da Comunidade Quilombola: História e Cultura Negros e Sambistas da Metrópole Santista, a reorganização do site Negros e Sambistas de Santos, como também, do Site Empreendedor da Produção de Cultura Negra é para poder evidenciar o sentido no decorrer da campanha eleitoral 2012.

Ninguém quer ser desmoralizado de sua dignidade pessoal, Negros e Sambistas também tem o direito de fazer parte da vida Política, Econômica, Cultura e Social, lamentável ainda serem tratados pelo Executivo Municipal como amontoados de gente sem direito.

Combater o racismo não é interesse pessoal e nem das Crianças, Adolescentes, Jovens e Idosos da convivência na vida comunitária, combater o racismo é interesse global, iniciou com a realização da III Conferência Mundial Contra o Racismo, Discriminação Racial, Xenofobia e Intolerância Correlatas que aconteceu em 2001 na África do Sul cidade de Durban.

O lançamento da Pedra fundamental do Centro Nacional de Informação e Referênciada Cultura Negra CNIRCN, lançada no Palácio do Planalto, em 21 de julho de 1998,pelo Presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso e pelo Presidente da África do Sul, Nelson Mandela, a inauguração aconteceu em 21 de novembro de 2002, é o marco adotado para chegada, tudo porque temos o J. Muniz Jr, colaborando.

O Mario Sergio Cortella, filósofo, mestre e doutor em Educação e professor de Teologia e Ciências da Religião, no Seminário Democracia e Soberania Popular (2002) registrou o seguinte:

“...Qual é a nossa tarefa na vida?

E quero deixar isso como mensagem. A nossa tarefa é transformar em verbo os homens e as mulheres que não desistiram.
A nossa tarefa é “mandelar”. Eu “mandelo”, tu “mandelas”, ele “mandela”, nós “mandelamos”; nós “paulofreireamos”; eu “zumbidospalmareio”, tu “zumbidospalmareias”, ele “zumbidospalmareia”; eu “madreteresadecalcutaeio”, tu “madreteresadecalcutaeias”, eu “chicoxavieiro”, tu “chicoxavieiras”, ele “chicoxavieira”; eu “martinholutero”, tu “martinholuteras”, ele “martinholutera”; eu “jesuscristo”, tu “jesuscristas”, ele “jesuscrista”.

Homens e mulheres na história que não desistiram, que colocaram a esperança como sendo a capacidade. Homens e mulheres que fizeram uma coisa que os cristãos chamam de combater o bom combate.

E só há um bom combate: o da dignidade da vida coletiva. Esse é o bom combate...”

Produção de Cultura Negra agradece a oportunidade da comunicação voltada para a contribuição da Plenitude Humana, compreendendo que os dirigentes das Escolas de Samba compreenderam que retaliação nunca trouxe benéfico para sociedade.

A Produção de Cultura Negra aproveitara as eleições 2012, evidenciando as necessidades prioritárias para que a Evolução Humana passe a ser fato, até porque, Escolas de Samba, Comunidade Negra e Comunidade do Samba de Santos, possui direito a espaço dentro da Administração Municipal de Santos.

A CADA DIA  E SOB TODOS OS PONTOS DE VISTA VAMOS CADA VEZ MELHOR 

 

 

 

 

 

Home | Produção Cultura Negra | Legado | Projeto Quintino | Parceiros | Universidades e Guias | Blog do Luiz Otávio

Webmaster: Luiz Otávio de Brito

 

Início do Site 21 de março de 2000, Dia Internacional para a Eliminação da Discriminação Racial

 

Direitos da Produção de Cultura Negra, protegidos pela Lei Federal Nº 5.761 de 27 de abril de 2006 a qual trata do Programa Nacional da Cultura e Lei Federal Nº 9.610 de 19 de fevereiro de 1998 a qual trata dos Direitos Autorais no Brasil.