Dois anos do Estatuto da Igualdade Racial

Enfrentamento ao Racismo Institucional


Home
Produção Cultura Negra
Legado
Projeto Quintino
Parceiros
Universidades e Guias
Blog do Luiz Otávio

O Estatuto da Igualdade Racial (Lei 12.288/10), em 20 de julho de 2012, completou dois anos que expressa legítimas demandas da população negra, importante instrumento para que as desigualdades raciais, é o que oferece a oportunidade para evidenciar que a Produção de Cultura Negra se tatá de atividade profissional de necessidade indispensável.

 

A negação dos direitos que impede os Sambistas relativos aos direitos autoral e de organizar a sua própria história, esta configurando pratica da violência.

A Produção de Cultura Negra ao se firmar no Estatuto da Igualdade Racial, alerta a necessidade da mudança na atuação por parte dos homens público, que ainda se apegam no privilégio enganando a população ao teimar em manter padrões culturais arraigados, não comprometidos com a igualdade racial.

 
Como Comunidade mais organizada do País, privilegiada pelas leis municipal que através da mobilização conseguimos fazer institucionalizar, para que se faça valer o Estatuto nas práticas administrativas cotidianas, inclusive com direito a indenização porque mesmo que a comunidade não nota estamos sendo desmoralizados de nossa honra e moral comunitária, tenho pautado em nossas mensagens com a certeza que IGUALDADE RACIAL É PRA FAZER VALER é um compromisso do Estado Brasileiro que vem sendo praticado como Ação pelo fim do racismo no país.

 

Portanto, Estatuto da Igualdade Racial RAZÃO JURÍDICA, necessária que permite continuarmos unidos conduzindo o lema Produção de Cultura Negra que além de engrandecer a comunidade envolvida, também engrandece toda a população porque se trata do institucional, direcionado para Plenitude Humana, que assegura aplicação o Plano de Ação específico com implantação do Plano de Carreira, e efetivação do VIVER dos Negros e Sambistas de Santos como parte do Processo de Desenvolvimento Econômico, Ciências e Tecnologia, para que de fato passe a facultar nas quadras das Escolas de Samba o desenvolvimento Físico, Mental, Moral, Espiritual e Social, das Crianças, Adolescentes, Jovens e Idosos, Homens e Mulheres em condições de liberdade.

 

Clique na figura e conheça a íntegra da lei do Estatuto

 

 

A CADA DIA  E SOB TODOS OS PONTOS DE VISTA VAMOS CADA VEZ MELHOR 

 

 

 

 

Home | Produção Cultura Negra | Legado | Projeto Quintino | Parceiros | Universidades e Guias | Blog do Luiz Otávio

Webmaster: Luiz Otávio de Brito

 

Início do Site 21 de março de 2000, Dia Internacional para a Eliminação da Discriminação Racial

 

Direitos da Produção de Cultura Negra, protegidos pela Lei Federal Nº 5.761 de 27 de abril de 2006 a qual trata do Programa Nacional da Cultura e Lei Federal Nº 9.610 de 19 de fevereiro de 1998 a qual trata dos Direitos Autorais no Brasil.